fev 26

A noite de Alexandre Pato

Comentários

Foto: A noite de Alexandre Pato


Fizemos a lição de casa e goleamos o Danubio por 4 a 0. O time uruguaio é considerado o mais fraco do ´Grupo da Morte´ e o São Paulo soube fazer sua parte.

O destaque da partida foi o atacante Alexandre Pato, com dois gols, o primeiro de voleio (foto), talvez o mais bonito até agora nesta Libertadores de 2015. Artilheiro tricolor, ele agora reivindica, por merecimento, a titularidade.

A torcida voltou a gritar o nome de Muricy, bastante criticado, e com razão, depois da desastrosa apresentação da estreia diante do arquirrival Corinthians.

Sabia, e até já tinha comentado, que o torcedor não compareceria em grande número para prestigiar o time, mas não tenho dúvidas de que o caos provocado pela chuva de quarta-feira em São Paulo, o preço elevado (R$ 120,00) do ingresso e problemas nas bilheterias também contribuíram para afastar o público.

O terceiro jogo será contra o atual campeão San Lorenzo, da Argentina, que ganhou do Danubio, na estreia. A equipe admirada pelo papa Francisco virou e conquistou 3 pontos fora. Deve vir com moral para jogar no Morumbi, mas antes ainda pegará o Corinthians, em casa, com portões fechados.

Agora, pausa na competição internacional para se dedicar ao Campeonato Paulista. O destaque será mais um clássico contra o Corinthians, dia 8 de março, domingo, no Morumbi.

Acredito que Muricy e Tite irão poupar seus principais jogadores, pois como a rivalidade é enorme, será um jogo pegado com grandes possibilidades de lesões.

*Crédito da foto: AFP

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

fev 23

Duelo para recuperação

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 23/02/2015


Conseguimos mais uma goleada no Campeonato Paulista (4 a 0 sobre o Audax), resultado que não representa grande coisa, diante da fragilidade do adversário. Além disso, jogamos em casa, no Morumbi, onde o time tem a obrigação de ganhar dos chamados pequenos.

A grande expectativa é para o segundo jogo da Libertadores, nesta quarta-feira, dia 25, contra o Danubio do Uruguai, pelo Grupo 2, o "Grupo de Morte". Terminamos a rodada de abertura na lanterna, depois da sofrível apresentação diante do arquirrival Corinthians, no Itaquerão.

O Tricolor precisa dos 3 pontos, pois será um resultado importantíssimo para sua reabilitação e, ao mesmo tempo, deixará os uruguaios um pouco mais longe da briga pela classificação. Afinal eles estrearam com derrota de virada e em casa para o San Lorenzo, nosso terceiro adversário.

Acho até que não teremos um grande público no Morumbi, consequência das decepções que o time proporciona aos seus torcedores quando faz jogos considerados decisivos. E todos sabemos que todo jogo de Libertadores é uma decisão. Vai depender muito do resultado, o apoio do torcedor nos jogos seguintes.

O momento é de reação. E o ataque, que é o melhor no Paulistão com 18 gols (média de 3 por partida) tem que mostrar competência agora, no duelo da nossa recuperação.

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

fev 19

Muricy é o único culpado

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 19/02/2015

Foto: Muricy é o único culpado


Se existe um culpado pela derrota tricolor na estreia em mais uma Libertadores, entendo que toda a responsabilidade tem que ser atribuída ao treinador Muricy Ramalho. Ele continua totalmente perdido, sem conseguir definir a equipe titular e, consequentemente, sem dar um padrão de jogo ao time.

Na escalação para o clássico, ele voltou a surpreender. E mesmo vendo a equipe perdida e envolvida em campo, não esboçou nenhuma reação. Na minha opinião, o ataque teria que ser alterado já no primeiro tempo, que foi dominado totalmente pelo rival.

Desde o ano passado venho falando em meus comentários sobre a fragilidade que o Tricolor apresenta em clássicos e que a única apresentação irreparável foi na vitória contra o bicampeão Cruzeiro, no último Brasileiro, no Morumbi, por 2 a 0.

Na atual temporada, o time volta a se apresentar bem na fase de classificação do Paulistão, mas apenas contra os chamados pequenos. Quando encarou o Santos, um time ainda em formação, só segurou o empate de 0 a 0 por causa da excelente atuação do mito Rogério Ceni. Em Manaus, ganhamos do Vasco da Gama mas perdemos para o Flamengo, que foi o campeão do torneio lá realizado em janeiro. E agora, nova derrota para o Corinthians.

Qualquer torcedor percebe que não evoluímos nada e que corremos sério risco de passar em branco neste ano de 2015. Volto a dizer que quem não sabe ganhar clássicos ou jogos decisivos (mesmo contra times pequenos, casos da Penapolense e da Ponte Preta no ano passado) não coloca novos troféus em sua galeria. O jejum pode continuar.

*Crédito da foto: AFP

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

fev 17

Mais uma Libertadores

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 17/02/2015


Chegou a hora da verdade. Nesta quarta, o São Paulo estreia em mais uma Copa Libertadores da América, competição que já ganhou três vezes. O adversário (Corinthians), o local do duelo (Itaquerão) e o fato de se tratar de um confronto inédito na competição garantem ao clássico uma importância que ele nunca teve em sua existência.

Não podemos esquecer que foi contra o arquirrival que o mito Rogério Ceni marcou o centésimo gol da carreira, mas uma vitória tricolor irá entrar definitivamente na sua história de grandes feitos contra o Corinthians.

Entendo que a obrigação de ganhar não é nossa, pois o mando não nos pertence. Acho que vai ser muito importante a postura do time em campo. Muricy Ramalho terá que analisar bem como cada um de seus jogadores vai se comportar na casa do adversário.

Controlar o aspecto emocional será de vital importância para a obtenção de um resultado satisfatório. Está cada vez mais evidenciada a boa campanha no Campeonato Paulista, com uma boa sequência invicta (no último jogo, goleada de 5 a 0 sobre o Bragantino), mas nos confrontos contra os grandes, o futebol apresentado ainda está longe do ideal.

Vai ser um jogo para que os mais experientes, como Ceni, Souza, Ganso e Luis Fabiano, assumam o comando da situação e conduzam os demais para uma grande exibição, que relembre fases inesquecíveis do São Paulo em Libertadores do passado.

Os relacionados por Muricy são:

Goleiros: Rogério Ceni e Denis

Laterais: Reinaldo e Bruno

Zagueiros: Lucão, Rafael Toloi, Edson Silva e Dória

Volantes: Hudson, Maicon, Souza e Denilson

Meias: Thiago Mendes, Boschilia, Michel Bastos e Paulo Henrique Ganso

Atacantes: Alan Kardec, Luis Fabiano e Jonathan Cafu

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

fev 12

Será que estamos preparados?

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 12/02/2015


A apresentação tricolor no empate de 0 a 0 no clássico San-São mostrou o que muitos torcedores temiam. Não estamos preparados para um torneio de peso como a Libertadores. O time mostrou os mesmos defeitos que contribuem para o jejum de títulos importantes.

Só saímos da Vila Belmiro com um ponto por causa da magnífica apresentação de Rogério Ceni, inspiradíssimo e autor de defesas consideradas milagrosas. Nosso goleiro teve que trabalhar porque a defesa esteve frágil. E o ataque, inoperante.

É claro que, pela apresentação no clássico, não dá pra imaginar uma boa campanha na Libertadores. Afinal, a estreia será contra o rival Corinthians, no Itaquerão. E se o São Paulo começar mal, creio que complicará sua situação dentro do grupo, que é o mais difícil.

Muricy Ramalho está ciente que deixou de ser unanimidade e que corre sério risco pelo tempo desperdiçado até agora, sem conseguir montar uma equipe e sem encontrar padrão de jogo. A cada partida uma surpresa na escalação, fato que reduz a confiança dos atletas.

Antes do San-São cheguei a afirmar que manter os 100% de aproveitamento no Paulistão não seria tão importante, mas imaginei que, por ser um clássico, a postura seria bem diferente, um time mais vibrante, mais ofensivo. Tudo que qualquer equipe vai precisar mostrar numa disputa tão intensa como a Libertadores.

Carrancudo e muito reclamão, o atacante Luís Fabiano tem sido um retrato do elenco, que, em sua maioria, joga desanimado e sem brio. Acho que os jogadores deveriam, além de treinar, assistir com frequência ao vídeo da vitória sobre o Cruzeiro (bicampeão) no Brasileirão do ano passado por 2 a 0, no Morumbi.

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

Página 1 de 146   |  próxima »»  |   ir para a página   

início blog


Editoria

Últimos posts

Posts anteriores


Ir para o topo da página

© 2001 - 2015 A Tribuna - ( Todos os direitos reservados )

wSoMa