nov 24

É preciso salvar o ano

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 24/11/2014


A vaga na Libertadores está assegurada e agora o foco é um título para salvar o ano: campeão da Sul-Americana.

A batalha está quase no final, mas é muito difícil. Na quarta-feira, 26, vamos ter que vencer por dois gols de diferença o Atlético Nacional da Colômbia, no Morumbi.

Se o time conseguir a façanha, fechará o ano com a decisão do título no mata-mata contra os argentinos do River Plate ou do Boca Juniors, dias 3 e 10 de dezembro.

No clássico San-São, que o Santos levou para a Arena Cuiabá no último domingo, o Tricolor comprovou a força de sua torcida em todo o País. Tinha tanto são-paulino no estádio que o "mando" parecia ser nosso.

Muricy mais uma vez demonstrou ousadia e escalou a garotada, que cumpriu o seu papel e conseguiu os 3 pontos (vitória de 1 a 0) para manter o São Paulo na vice-liderança. O vice-campeonato pode não valer nada, mas é importante para garantir presença direto na fase de grupos da próxima Libertadores.

Por isso, é importante não perder o foco no Brasileirão ainda, nas partidas contra Figueirense (em casa) e Sport (fora), para também garantir a condição de segunda melhor equipe brasileira no ano.

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

nov 21

A sorte não nos favoreceu

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 21/11/2014


A sorte realmente não nos favoreceu no meio desta semana. Perdemos o jogo de ida da semifinal da Sul-Americana para o Atlético Nacional da Colômbia por 1 a 0, deixamos de ser o time de melhor campanha no segundo turno do Brasileirão, e vimos o Cruzeiro praticamente garantir o título na virada sobre o Grêmio em Porto Alegre por 2 a 1.

Com uma diferença de sete pontos e nove para serem disputados, a Raposa necessita de apenas três para conquistar o bicampeonato. O time mineiro chegaria aos 76 e o máximo que o Tricolor atingiria (ganhando os três jogos que faltam) seria 75.

O jeito é segurar a vice-liderança e tentar recuperar a condição simbólica de melhor do returno, posição que perdemos para Atlético-MG e Corinthians, cada um com 31. Nós estamos com 30, mesma pontuação do Cruzeiro.

Mas como o futebol sempre apresenta surpresas, é bom continuar focando o Brasileirão e a Sul-Americana para garantir a vaga na Libertadores e, se for possível, salvar o ano com um título internacional.

Acho que teremos chances de virar o jogo a nosso favor contra os colombianos quando fizermos a volta da semifinal, no Morumbi, próxima quarta (26). Como já disse em comentário anterior, nas três vezes que conquistamos a taça, sempre fizemos nossa obrigação de casa.

Agora não vai poder ser diferente. Se avançarmos, iremos embalados para a grande final (dias 3 e 10 de dezembro) contra um dos argentinos: River Plate (que empatou a primeira semi fora em 0x0) ou Boca Juniors.

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

nov 17

O título está ficando distante

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 17/11/2014


Quatro pontos a menos que o líder Cruzeiro e um jogo a mais que a Raposa. A situação ficou mais complicada depois da 34ª rodada do Brasileirão. O título está um pouco mais distante pois só temos mais três jogos: Santos (na Arena Pantanal), Figueirense (no Morumbi) e Sport (na Ilha do Retiro).

No meio da semana o Tricolor tem compromisso pela Sul-Americana, na Colômbia, enquanto o Cruzeiro pegará o Grêmio em Porto Alegre. Vai ser hora de torcer como nunca para o Tricolor Gaúcho vencer, caso contrário o Brasileirão estará praticamente decidido.

Na vitória contra o Palmeiras no clássico de domingo (16) por 2 a 0, destaque novamente para o artilheiro Luis Fabiano, que reencontrou seu bom futebol e está conseguindo ser mais disciplinado. Foi discreto até na comemoração do seu gol, quando desistiu de tirar a camisa para evitar o cartão amarelo.

Em ambas as competições que estamos disputando, o caminho para a Libertadores não está assim tão fácil. Apesar da vice-liderança no Brasileiro, várias outras equipes estão correndo atrás das vagas. Inter, Grêmio, Corinthians, Atlético-MG e Fluminense.

E na semifinal da Sul-Americana, se conseguirmos avançar, teremos pela frente um time de experiência e tradição da Argentina: poderá ser Boca Juniors ou River Plate, que fazem a outra semi da competição.

Rogério Ceni já tinha anunciado a aposentadoria para este ano, mas pela boa fase que vem passando e diante do incentivo que tem recebido dos companheiros, do técnico e até dos dirigentes, é até provável que adie mais um pouco a despedida, desde que o clube garanta presença na Libertadores.

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

nov 13

Diferença deve ficar maior

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 13/11/2014


Não foi uma questão de falta de sorte. Não ganhamos os 3 pontos contra o Inter (empate de 1x1 no Morumbi) em virtude de um erro lamentável da arbitragem e também pela impecável apresentação do goleiro Alisson.

A diferença para o líder tende a ficar maior no final desta semana. Nós vamos receber o Palmeiras, clássico paulista no Morumbi, enquanto o Cruzeiro pegará o Santos, na Vila Belmiro.

Os dois têm algo em comum neste fim de temporada. Disputam dois títulos e podem priorizar um deles. O São Paulo tem o Brasileirão (com menor chance) e a Copa Sul-Americana (está na semifinal). E o Cruzeiro também tem o Brasileirão (grande chance) e a Copa do Brasil (está na final mas perdeu o jogo de ida para o arquirrival Atlético-MG).

Acho que Muricy tem pouco tempo para decidir como vai escalar o time para encarar o Verdão. Provavelmente, alguns titulares serão poupados, mas ele disse depois do empate injusto contra o Colorado que a busca do título continuará.

No início da semana seguinte, o elenco embarca para Medellín, onde enfrentará o Atlético Nacional da Colômbia, jogo de ida da semifinal da Sul-Americana. Diante do desgaste, acho que até um empate com gols seria bem recebido. A classificação para a final seria alcançada em casa, como nos bons tempos das conquistas da Libertadores.

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

nov 11

Conversa, descanso e pouco treino

Comentários

Postado por: Reynaldo Salgado - 11/11/2014


Muita conversa, pouco treino e descanso. São os ingredientes que Muricy Ramalho está utilizando nestes últimos meses da temporada para garantir um título (ou quem sabe até dois) para o São Paulo. Campeonato Brasileiro e Sul-Americana são as metas. Se não der, temos outra missão: o G4, para retornar à Libertadores.

A tática de Muricy leva em conta a maratona e o desgaste que o elenco tem que enfrentar. Para alcançar o sucesso, treinador e elenco têm que permanecer muito unidos. E para conquistar todos e receber a contrapartida dentro de campo, o comandante liberou novamente o time da concentração.

Todos foram dispensados depois das atividades desta terça-feira (11) e foram pra casa passar a noite com as respectivas famílias. Retornam na quarta (12) para encarar o Inter, no Morumbi, às 22 horas. Lógico que a obrigação de vencer é nossa. E se conseguirmos, ficaremos a dois pontos do líder.

Confira a lista com os atletas relacionados para esta partida:

Goleiros: Rogério Ceni, Denis e Renan Ribeiro
Laterais: Auro, Michel Bastos, Reinaldo e Luis Ricardo
Zagueiros: Paulo Miranda, Antonio Carlos, Edson Silva e Lucão
Volantes: Hudson, Souza e Denilson
Meias: Kaká, Boschilia e Paulo Henrique Ganso
Atacantes: Luis Fabiano, Alan Kardec, Ewandro, Osvaldo e Ademilson

Enviar de e-mail Enviar por e-mail Ícone de comentário Comente 0 comentário

 

Página 1 de 142   |  próxima »»  |   ir para a página   

início blog


Editoria

Últimos posts

Posts anteriores


Ir para o topo da página

© 2001 - 2014 A Tribuna - ( Todos os direitos reservados )

wSoMa